Como a Reprogramação Biológica entende e trata a Diabetes?

diabetes
Em primeiro lugar, vale a pena entendermos o processo fisiológico por trás da Diabetes. O que acontece com o corpo de quem está diabético?
O pâncreas é o órgão responsável por controlar o que acontece com o açúcar (glicose) que ingerimos dos alimentos. As ilhotas pancreáticas são as responsáveis pela produção dos dois hormônios de metabolismo da glicose: o GLUCAGON, sintetizado pelas células alfa do pâncreas; e a INSULINA, sintetizada pelas células beta. São esses dois hormônios (glucagon e insulina) que determinam o que vai acontecer com a glicose que ingerimos.
Em um organismo normal, com o pâncreas funcionando a toda prova, a insulina carrega o açúcar da corrente sanguínea até os músculos e fígado, onde será transformado em energia e força. A Diabetes nada mais é do que uma perda funcional nas células beta do pâncreas, diminuindo a produção de insulina e, consequentemente, acumulando açúcar no sangue.
Pois bem, esse é o raio-x resumido do que ocorre em um organismo diabético. Porém, isso tudo é apenas a ponta do iceberg, é só uma fotografia da consequência de algo que está além do aparente, além daquilo que nos contam na televisão e nas ruas.
A primeira coisa a se perguntar, quando o corpo passa por um processo biológico como esse, é: POR QUE o corpo reagiu dessa maneira? POR QUE o Sistema Nervoso Autônomo (responsável por todos os processos biológicos involuntários, como a digestão e os batimentos cardíacos) diminuiria a funcionalidade das células produtoras de insulina, resultando em uma hiperglicemia?

Na Reprogramação Biológica, entendemos que todos os processos pelos quais nosso corpo passa, seja um aumento de tecido (tumor), uma perda funcional (como a diabetes e o reumatismo), ou uma perda de massa (como a osteólise e necrose tendínea) possuem uma razão de existir, isto é, servem a uma necessidade biológica natural. Dr. Hamer e a própria Reprogramação chamam essa necessidade de Sentido ou Propósito Biológico do programa especial iniciado pelo Sistema Nervoso Autônomo. Da mesma forma, para que um processo biológico como esses tenha início, é preciso que a pessoa tenha sofrido um CHOQUE BIOLÓGICO, que é um evento dramático, muito particular e inesperado vivido pela pessoa. Esse choque funciona como o “gatilho” para o processo iniciar. Então, reformulando a pergunta: Qual o Sentido Biológico de uma Diabetes?

O raciocínio é o seguinte: para quê nosso corpo utiliza glicose? Para convertê-la em energia e poder agir. Os conflitos característicos da Diabetes, ou seja, os choques biológicos que desencadeiam esse processo de perda funcional das células beta, são os chamados CONFLITOS DE RESISTÊNCIA – OPOR-SE a algo ou alguém; REJEITAR uma situação ou pessoa; TER QUE FAZER algo que não deseja ou mesmo que repudia; ou ainda, conflitos de MEDO OU REPUGNÂNCIA.

Vou dar alguns exemplos práticos: imagine uma situação em que um pai de família, com esposa e filhos para sustentar, de repente perde seu emprego. Se ele resistir à situação, no sentido de não aceitar de forma alguma o que aconteceu, é provável que ele se torne diabético. O sentido biológico é que, enquanto ele estiver passando pelo conflito (conflito ativo), o nível de açúcar no sangue irá aumentar, formando uma grande reserva. Dessa forma, assim que ele resolver o conflito (por exemplo, arrumando um novo emprego, ou mesmo aceitando as consequências do fato inesperado) todo aquele açúcar acumulado será transportado para músculos e fígado, produzindo uma grande quantidade de energia para que ele possa agir, uma vez que o pâncreas volta a funcionar normalmente.O mesmo vale para um divórcio indesejado em que uma das partes resiste e não aceita; uma pessoa que vem estudando muito para um vestibular ou concurso e, nos últimos minutos, falha por algum motivo – sempre levando em conta o elemento da resistência, não aceitação, luta etc.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: