BIOLOGIA FAMILIAR – Como o sistema familiar pode influenciar a biologia em forma de doenças?

20170206231011379594o

Além da questão puramente biológica, tratada pela Nova Medicina Germânica, a Reprogramação Biológica reconhece que relações entre pessoas do sistema familiar e destinos difíceis de certos membros podem afetar a saúde de um indivíduo. Mas como, especificamente, isso acontece?

Segundo Bert Hellinger, 3 Leis Universais regem nossa vida e nossos relacionamentos pessoais, e atuam fortemente nos sistemas familiares. Essas leis são o Pertencimento, a Compensação e a Ordem.

O Pertencimento diz que todos os membros de um sistema possuem o direito de pertencer, independentemente dos seus destinos, escolhas e ações. O vínculo que existe entre irmãos, entre pais e filhos, ou entre ex-parceiros, não pode ser desfeito por vontade de qualquer membro. Então, tanto um pai amoroso quanto um alcoólatra, violento ou adúltero possuem o mesmo direito de pertencer, e uma exclusão – real ou simbólica – traz consequências para o sistema.

A Compensação trata do equilíbrio entre o dar e o receber nas relações. É basicamente o que buscamos como solução para os conflitos sistêmicos, onde, sabendo dos padrões e histórias do nosso sistema familiar, podemos fazer novas escolhas e viver uma vida melhor e mais plena. Além disso, em todos os nossos relacionamentos, nos sentimos impelidos a compensar aquilo que recebemos, na intenção de manter o equilíbrio na relação.

A Ordem sugere que existe uma hierarquia entre os membros do sistema, onde os mais velhos têm precedência sobre os mais jovens. Por exemplo, os pais são maiores que os filhos e menores que os avós, e quando subvertemos essa ordem, tentando tomar as dores dos nossos pais ou desrespeitando suas escolhas e comportamentos, isso também gera consequências, e geralmente afetam os membros mais jovens.

Trazendo isso para o contexto biológico, observamos várias situações onde membros do sistema familiar adoecem em consequência da quebra dessas leis. Vejamos alguns exemplos:

  1. Em casos de abortos, um filho mais novo pode desenvolver obesidade. O motivo é que, inconscientemente, ele tenta incluir aquele ou aqueles filhos que não puderam nascer, e passa a comer por dois, a ficar com o dobro do tamanho etc.
  2. Crianças que nascem com enfermidades graves, como paraplegia, má formação congênita ou síndrome de down podem estar a serviço de uma correção para o sistema. Podemos investigar como as mães daquele sistema familiar trataram e cuidaram de seus filhos. Imagine que, desde a terceira geração anterior, nenhuma mãe cuidou de seus filhos. Com isso, a mãe dessa criança “deficiente” certamente lhe dará atenção integral, fazendo aquilo que as outras mães não puderam fazer.
  3. Quando analisamos as chamadas “doenças hereditárias”, podemos perceber um padrão sistêmico e biológico. Por exemplo, uma família com histórico de diabetes nos homens, desde o avô da pessoa. Fazendo uma investigação sistêmica, muitas vezes percebemos que esse homens passaram pelo mesmo choque biológico que causa a diabetes, que é um conflito de resistência ou luta. Então, não é que a doença é herdada, mas o padrão que leva o corpo a responder de tal forma é repetido pelos membros mais jovens em um movimento de lealdade, na tentativa inconsciente de pertencer ao seus sistema.

Com base nisso, a minha pergunta é: será que o seu sintoma tem alguma ligação com as histórias dos seus ancestrais? Será que você não está repetindo algum padrão inconsciente que reflete algum choque biológico que outros membros sofreram? A boa notícia é que, uma vez que trazemos as informações à consciência, podemos fazer novas escolhas e curar nossa mente e nosso corpo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: