OVÁRIOS POLICÍSTICOS

ovário policístico

Um sintoma bastante comum que acomete as mulheres é este, conhecido como SOP – Síndrome dos Ovários Policísticos. Ocorre quando há a formação de um ou mais cistos nos ovários, o que afeta o equilíbrio hormonal natural da mulher. Embora o aparecimento dos cistos seja inerente ao funcionamento dos ovários, eles devem desaparecer a cada ciclo menstrual. Quando os cistos permanecem e o tamanho dos ovários fica maior que o normal, trata-se de um conflito biológico que precisa ser compreendido.

O CONFLITO – Trata-se de um conflito de perda, geralmente envolvendo um filho. Porém, também pode ser a perda de qualquer pessoa ou animal com uma importância significativa para nós. Além disso, quando o corpo percebe um aborto, mesmo sem o conhecimento da mulher, isso pode desencadear o mesmo conflito biológico de perda, pois para o corpo o normal seria que o filho tivesse nascido.

Foi exatamente esse conflito que fez o Dr. Hamer começar as suas descobertas com a Germânica Heilkunde®. Após a morte trágica do seu filho mais velho, Dr. Hamer foi diagnosticado com tumor nos testículos, e sua esposa com tumor nos ovários. Um claríssimo e dramático conflito de perda profunda, que ilustra perfeitamente nosso tema.

A FISIOLOGIA – Essa parte dos ovários, que corresponde à formação de cistos, é a parte folicular, responsável pela manutenção hormonal da mulher, e é originada pelo tecido embrionário mesoderma novo. Quando passa pelo conflito de perda, o ovário começa um processo de necrose, isto é, perda de tecido (ou atrofia), o que prejudica a sua funcionalidade. Após a resolução do conflito, quando tem início o processo conhecido como fase de cura, essa necrose começa a ser reparada com proliferação celular, assim como em uma operação “tapa buracos”. Acontece que em muitos casos esse processo de reparação acaba durando mais do que deveria, seja pelo uso de medicamentos, releituras (recaídas), falta de ressinificado ou retenção de líquidos, o que resulta no inchaço ovariano e no aparecimento dos cistos, que nada mais são do que reparações das necroses ocorridas pelos conflitos de perda.

O SENTIDO BIOLÓGICO – Aqui vem a pergunta: Por que o corpo fez isso? Quando o tamanho dos ovários aumenta, também cresce a sua funcionalidade. Como estamos falando da parte folicular, a mulher passa a ter uma maior secreção de hormônios para facilitar a gravidez. O corpo entende que, como a pessoa sofreu com a perda de alguém, um novo filho pode compensar essa dor, como em uma tentativa de repor a vida que foi perdida.

Essas informações fizeram sentido para você? Dê um curtir na minha página, inscreva-se no meu canal do YouTube e siga meu Blog no WordPress. E se você conhece alguém que pode gostar desse texto, marque ele aqui e compartilhe com mais pessoas. Reprogramação Biológica® é conhecimento a serviço da VIDA!

Um abraço

Yuri Alexander – Terapeuta
(45) 9 9997-0808
(45) 3038-1101 – Unoclin Terapias
terapeutayuri@gmail.com
http://www.terapeutayuri.com
YouTube: Terapeuta Yuri Alexander

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: