Papai, mamãe, muito obrigado!

papai mamãeSomos todos vítimas de outras vítimas. Tendemos a julgar e apontar o dedo para nossos pais por tudo aquilo que foram ou deixaram de ser, que nos deram ou deixaram de nos dar, como se junto com a vida viesse o direito adquirido de termos todas as nossas necessidades e vontades satisfeitas por eles.

Isso porque aprendemos a idealizar pais perfeitos, super-heróis, imbatíveis… mas, na prática, demoramos a descobrir que eles também são seres humanos. E, pior, muitas vezes descobrimos que não são lá humanos dos mais exemplares. Tudo isso complica demais nossa vida…

É interessante, porém, perceber que nossos pais também foram crianças um dia; também tiveram (ou não) os seus próprios pais; viveram bons e maus momentos e aprenderam coisas. Enfim, talvez devamos notar que eles também tinham uma vida antes de chegarmos ao mundo.

E se os seus pais não sabiam amar a si mesmos, provavelmente porque não aprenderam isso com seus próprios pais, parece que seria impossível a eles ensinarem a você como se amar… seria impossível para eles lhe darem o que jamais conheceram.

O problema é que, na maioria das vezes, a imagem que passavam era de força, proteção, coragem, o que nos impedia de notar as suas dores, fraquezas e frustrações…

Esteja certo, no entanto, de que eles fizeram o melhor que podiam com aquilo que tinham, com o que lhes foi ensinado. E, se for possível e se você quiser compreendê-los melhor, peça-lhes para falarem sobre sua infância, seus pais e sua vida antes de você. Tenho certeza de que poucos minutos escutando o farão entender muita coisa sobre sua própria vida, seus medos e padrões limitantes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: